UFCD 9820 – Planeamento e gestão do orçamento familiar

Objetivos

  • Elaborar um orçamento familiar, identificando rendimentos e despesas e apurando o respetivo saldo.
  • Avaliar os riscos e a incerteza no plano financeiro ou identificar fatores de incerteza no rendimento e na despesa.
  • Distinguir entre objetivos de curto prazo e objetivos de longo prazo.
  • Utilizar a conta de depósito à ordem e os meios de pagamento.
  • Distinguir entre despesas fixas e variáveis e entre despesas necessárias e supérfluas.

Conteúdos

  • Orçamento familiar
    • Fontes de rendimento: salário, pensão, subsídios, juros e dividendos, rendas
      • Deduções ao rendimento: impostos e contribuições para a segurança social
      • Distinção entre rendimento bruto e rendimento líquido
    • Tipos de despesas
      • Despesas fixas (e.g. renda de casa, escola dos filhos, pagamento de empréstimos)
      • Despesas variáveis prioritárias (e.g.: alimentação)
      • Despesas variáveis não prioritárias
    • A noção de saldo como relação entre os rendimentos e as despesas
  • Planeamento do orçamento
    • Distinção entre objetivos de curto e de longo prazo
    • Cálculo das necessidades de poupança para a satisfação de objetivos no longo prazo
    • A poupança
  • Fatores de incerteza
    • No rendimento (e.g. desemprego, divórcio, redução salarial, promoção)
    • Nas despesas (e.g. doença, acidente)
  • Precaução
    • Constituição de um ‘fundo de emergência’ para fazer face a imprevistos
    • Importância dos seguros (e.g. acidentes, saúde)
  • Conta de depósitos à ordem
    • Abertura da conta à ordem: elementos de identificação
    • Tipo de conta: individual, solidária e conjunta
    • Movimentação e saldo da conta: saldo disponível, saldo contabilístico e saldo autorizado
    • Formas de controlar os movimentos e o saldo da conta à ordem
    • Custos de manutenção da conta de depósitos à ordem
    • Descobertos autorizados em conta à ordem: vantagens e custos
  • Meios de pagamento
    • Notas e moedas
    • Cheques: tipos de cheques (e.g. cruzados, não à ordem), endosso
    • Débitos diretos: domiciliação de pagamentos, cancelamento
    • Transferências interbancárias
    • Cartões de débito
    • Cartões de crédito

* Os conteúdos são sempre adaptados ao perfil dos formandos

* As temáticas integradas nos cursos serão aprofundadas de acordo com o perfil dos formandos e constituição das turmas

Destinatários

  • Público com idade maior ou igual a 18 anos
  • Ativos empregados com habilitações iguais ou superiores ao 6º ano (nível 2) ou 9ª ano (nível 4)
  • Desempregados detentores de habilitações iguais ou superiores ao ensino secundário, com idade maior ou igual a 23 anos

Carga Horária
25 horas

Datas de realização
A anunciar

Local de realização
Lisboa

Certificação
No final da ação de formação será emitido um Certificado de Formação Profissional, caso tenha obtido aproveitamento, ou um Certificado de Frequência com o número de horas frequentadas.
Para efeitos de conclusão da formação com aproveitamento e posterior certificação, a assiduidade do formando não pode ser inferior a 90 % da carga horária total.
As faltas não podem exceder 5% do total das horas de formação, no caso das injustificadas, ou 10%, no somatório das faltas justificadas e injustificadas.

Pré-Inscrição